terça-feira, 11 de novembro de 2014

Um monstro raro: McIntosh MC2000 50th Anniversary


Olá pessoal! A correria tem sido tamanha que mal tenho tido tempo para novas postagens. Mas acho essencial divulgar nosso trabalho e manter a cultura dos valvulados viva no Brasil!

Recebi para reparo e restauração um raro monstro: o Amplificador McIntosh MC2000, versão comemorativa dos 50 anos da McIntosh. É um aparelho com 130 Watts por canal e 8 válvulas KT88 no total, pesando 62Kg!! Não disse que era um monstro?

Se quiserem ler mais sobre este equipamento, vale muito a pena dar uma olhada no encarte oficial da McIntosh neste link.

Este aparelho chegou até mim para uma revisão geral. Uma análise preliminar mostrou alguns problemas:

  • Válvulas de saída descasadas em fabricante, modelo e transcondutância. Existem KT88 de diversas marcas, misturadas com válvulas Svetlana 6550.
  • Válvulas de saída com baixa emissão. Ao que tudo indica, as válvulas russas originais (válvulas russas OEM estampadas com a Logo da McIntosh) foram trocadas por válvulas usadas, algumas inclusive com o pino guia quebrado.
  • Bias desajustado para todas as válvulas.
  • As válvulas das posições V5 e V7 estavam com corrente zero, o que indica um defeito no canal direito.
  • Existem evidências de reparos anteriores de danos causados por válvulas de saída em curto: duas trilhas foram reparadas e dois resistores trocados na placa principal do canal esquerdo.

McIntosh MC2000

 Painel Frontal

Placa Comemorativa de 50 Anos

Vista Inferior das Placas e Componentes

Aparentemente, em algum momento durante a vida do aparelho, as válvulas originais entraram em curto e causaram danos ao canal esquerdo. Estas válvulas acabaram sendo trocadas, mas não por quartetos ou octetos casados: foram substituídas uma a uma. O resultado foi um descasamento completo das válvulas e um enorme comprometimento da sonoridade de um aparelho de altíssimo nível como este.

Reparos anteriores encontrados

O primeiro passo é encontrar a causa do defeito no canal direito. Através de medição interna, foi possível perceber que não havia corrente passado pelas válvula V5 e V7. Ora, se não há corrente, o circuito foi aberto em algum ponto: na placa principal ou nos transformadores de saída. Um teste revelou que os transformadores estavam OK. Meu conhecimento prévio deste aparelho me levou a testar os resistores de bias, que frequentemente falham e.. bingo! Encontramos o problema. O resistor estava tostado.

Resistor defeituoso

Em seguida, todas as válvulas de potência foram trocadas por um octeto casado com 24h de burn-in. Válvulas normalmente falham nas primeiras horas de uso, e por isso, só usamos válvulas com um burn-in prévio de pelo menos 48h, a fim de assegurar que estão estáveis e funcionando conforme deveriam. Nossas válvulas também são casadas apenas após o burn-in, de forma que possamos garantir que estejam o mais próximas possível em suas características elétricas.

Pronto! Agora só falta ouvir o aparelho tocando. Antes da entrega ao cliente, sempre deixamos o equipamento tocar em nossa sala de audição por pelo menos 8h para assegurar que está tocando bem e que tudo funciona conforme esperado.

Aparelho em funcionamento

Aparelho entregue e cliente satisfeito! Esse é o grande orgulho da Regence Audio: sempre atender bem aos nossos clientes e amigos.

Em breve, mais novidades meus amigos!


2 comentários:

  1. Parabéns !! Quando eu comprar um valvulado já sei onde levar !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será um enorme prazer atendê-lo!

      Grande abraço!

      Excluir