sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Clássico atemporal: Marantz Consolette Model 1 Valvulado

Falaaaa galerinha amante dos vintages! Estamos de volta com um grande clássico desta vez!

Recebemos para restauro um Marantz 1 Consolette. Este chegou de um cliente que tem um setup mono montado especialmente para ouvir vinis mono em 33/45/78 rpm e fitas de rolo mono Full Track, por isso, não se trata do par, apenas de uma unidade. 

Vocês não imaginam o quanto é comum por aí quem tenha setups mono montados, específicos para ouvir os discos Mono da forma como deveriam ser ouvidos!! Nos acostumamos tanto com os sistemas estéreo que às vezes nem imaginamos a grande importância dos sistemas mono que vieram antes destes.

Para quem não conhece o Marantz 1, quero lembrar antes de começarmos que este equipamento usa uma fonte externa, separada do gabinete principal. Recebemos com o Pré uma fonte fabricada, ou seja, a fonte que recebemos não é a fonte original da Marantz, mas sim uma que foi feita por alguém para uso com este Pré. O proprietário preferiu não importar uma original, mas sim apenas restaurar toda parte eletrônica da fonte montada de forma a poder usá-la confiavelmente.

O objetivo do proprietário neste restauro não é manter a originalidade absoluta, mas sim gastar todo necessário para garantir uma operação perfeita e confiável, pois o equipamento seria usado diariamente.

O Pré chegou até nós com uma aparência bem ruim: 



Vocês já sabem que aqui na Regence, gostamos dos desafios não é mesmo? Como sempre, vamos começar pela fonte. Iniciamos o trabalho desmontando e analisando o estado e as tensões... não foi surpresa descobrir que estava tudo errado. A tensão de filamento estava quase 50% acima do nominal, enquanto a tensão de B+ (placa das válvulas), estava 25% abaixo da nominal, tudo por culpa de um transformador que, ao que tudo indica, foi reaproveitado de outro aparelho na montagem desta fonte substituta. Além dos problemas nas tensões, haviam vários outros problemas.

Vamos tentar achar o erro na foto abaixo? Dê uma olhada e comente nos comentários no fim desta postagem  e veja se você acertou.... a resposta está logo abaixo da foto:




Se você não viu o problema, olhe com bastante atenção o porta fusíveis... alguém soldou um fio nele substituindo o fusível original! Poxa vida, um fusível custa apenas alguns centavos... mas alguém achou que não valia a pena investir alguns centavos neste Marantz. 

Reparem a seguir que a fiação da fonte original estava muito bagunçada. Isso não é crítico (neste caso, em muitos outros sim), mas nosso perfil de neuróticos por perfeição faz com esse essa bagunça de fios exagerada e desnecessariamente longos nos deixe a beira de um colapso nervoso...




Decidimos por refazer a fonte por completo, e o primeiro passo é projetar e enrolar um novo transformador com as mesmas especificações do original da Marantz, além de substituir todos diodos de B+ por versões UF (Ultra Fast), refazer a fiação, soldas, etc. Primeiramente, fizemos um novo transformador:




Depois, prosseguimos com a montagem completa. A fonte finalizada ficou assim:




Agora que temos uma fonte perfeitamente funcional, com todas as tensões e disponibilidade de corrente corretas, vamos verificar o estado geral do Pré. A primeira surpresa é que alguém resolveu arrancar o soquete junto com a lâmpada original piloto e remendou um LED com fita isolante, vejam que horror:




Vamos remover a fita e ver o que tem enrolado nela?



Um LED remendado com fita isolante e colado ao painel... bom, de cara já vamos instalar um soquete novo e colocar de volta a lâmpada original. Por sorte, conseguimos encontrar todos componentes para importação.




Agora é só soldar os fios e vejam só que beleza... um trabalho limpo e sem gambiarras!




O próximo item que nos chamou a atenção foram alguns capacitores. Um deles, este verde que aparece na foto a seguir, ficou extremamente mal instalado, além de ser desnecessariamente muito maior que o ideal... parece que alguém antes de nós fez um daqueles reparos sem qualquer planejamento e importação dos componentes corretos, acabou usando qualquer coisa que já tivesse em mãos, e o resultado final foi um Pré que não funcionava bem, obviamente.  A seguir uma foto de como estava o Pré por dentro quando o recebemos.




Como o restauro já estava bastante dispendioso devido a grande necessidade de importação de peças com dólar alto, o proprietário pediu para fazermos apenas as trocas de componentes necessários, sem upgrades. Fizemos um recap apenas onde era realmente necessário...





Em seguida, percebemos que este Marantz sofria de um problema comum a todos estes aparelhos: os isolantes de borracha, que protegem a placa das válvulas de vibrações externas, estavam totalmente deteriorados pelo tempo, ressecados e quebradiços.





A única solução correta aqui é importar novos isolantes e instalá-los... vejam como ficou depois:




Falando em válvulas, todas as 12AX7 deste pré estavam descasadas em marca e transcondutância, uma bagunça! Resolvemos instalar válvulas New Old Stock (NOS) RCA, que no momento desta postagem está em estoque e em promoção em nossa loja:



COMPRE AQUI AS VÁLVULAS RCA 12AX7 NOS


A seção de filtragem da tensão de entrada do pré também foi toda revisada e os devidos componentes substituídos.




Por fim, temos de cuidar da parte estética não é? Os knobs estavam todos enferrujados...



Estavam feios não é? Mas não é nada que uma cuidadosa galvanoplastia não resolva, vejam o resultado!




Agora é só colocar tudo no lugar!


Na hora de fazer estes restauros estéticos, é sempre importante que o mesmo seja feito de forma a manter o visual vintage de um equipamento usado. A ideia aqui não é fazer que tudo se pareça absolutamente novo... muito pelo contrário! O ideal é que tudo tenha uma aparência compatível com a idade do aparelho! Veja como os knobs ficaram bonitos e ao mesmo tempo com uma bela aparência de uso, fazendo com que o aparelho não pareça ter sido restaurado, pois mantém uma aparência extremante fiel com as marcas e sinais que deveria ter pela sua idade. Usamos aqui o mesmo conceito usado em restaurações de armas, relógios e outras antiguidades. Todo restauro deve trazer de volta o item a seu funcionamento e integridade estrutural, mas deve resguardar a aparência de um belo clássico vintage!  O pior que se pode fazer a uma arma ou relógio antigo em um restauro é modernizá-lo e remover a bela pátina que lhe confere autenticidade, idade, e valor para um colecionador. 

Vejam que beleza, o Pré ficou lindo, com a devida aparência de um verdadeiro vintage, e ainda funcionando e tocados maravilhosamente bem! Temos certeza que ele funcionará confiavelmente por um longo tempo agora!



Em breve tem mais por aqui meus amigos!! Visite-nos sempre e acompanhe nosso trabalho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário