quinta-feira, 15 de abril de 2021

Clássico na área! Garrard 301 Grease Bearing.

 Falaaaaa galerinha viciada em vintages! Regence Audio trazendo mais um restauro para vocês!

Hoje vamos falar sobre um restauro muito especial, de um grande clássico para quem gosta dos bolachões, o Garrrard 301 - versão grease bearing.

Este equipamento precisava de um restauro completo, e a ideia seria seu uso dedicado a tocar vinis mono, para um setup totalmente dedicado à audição de vinis originais em gravações mono. 

E foi assim que tudo começou ...



    O primeiro passo é sempre dar uma verificada em tudo que necessita ser importado para o restauro, pois importações sempre levam tempo e quanto antes fizermos os pedidos, melhor! Por sorte, para estes Garrard clássicos, se acha de tudo para comprar lá fora, sem dificuldades. Ainda existe enorme demanda por estas peças, o que comprova que muitos destes ainda estão sendo usados ao redor do mundo, mesmo tendo sido fabricado a partir de 1953!

   

    Tínhamos apenas o toca discos e o prato. Nenhum braço, nenhum mat, nenhum plinth. Tudo teria de ser importado. Além disso, percebemos que a alavanca de troca de velocidade foi trocada por um knob.


    Hora de colocar a mão na massa! O primeiro passo foi desmontar e lubrificar tudo. Um ponto importante a ressaltar para este Garrard é que ele é a versão mais desejada, a grease bearing, ou seja, por rolamento com graxa e não por óleo. De cara quando desmontamos o aparelho percebemos que ele estava todo lubrificado incorretamente com óleo, e não com a graxa correta. Para que o Garrard 301 funcione corretamente, na velocidade correta, com o knob de velocidade dentro do range ajustável, é essencial que a lubrificação seja toda feita com graxa, e uma graxa super especial, de baixíssima viscosidade. Use graxa comum e ele girará lento demais, use óleo e ele girará muito rápido, algumas vezes até sendo impossível um correto ajuste pelo knob de controle de velocidade... fica a dica! Tem que usar a graxa correta!






Tudo desmontado, limpo, seco. Hora de remontarmos e aplicarmos a graxa! Como a graxa é bem líquida, pode ser aplicada com uma seringa.





Agora olhem a situação do cabo de força, que foi trocado por um aterrado para maior segurança de operação:


Enquanto isso as peças que importamos chegaram! O plinth custou uma fortuna para ser importado, já que ele por si só já pesa quase 16Kg. Recebemos o plinth, o mat original NOS, o braço e a alavanca de mudança de velocidades, também original.





Hora de começarmos a montagem enquanto as outras peças importadas não chegam.





O braço escolhido foi um Rek-O-Kut S160, pois ele seria perfeito para o uso deste toca discos: aceita cápsulas mono de relutância variável com troca rotativa de agulhas e toca vinis de qualquer tamanho, até 16 polegadas mono antigos. A ideia é que este Garrard seja um toca discos capaz de tocar qualquer disco mono que exista, por mais raro e maluco que seja. 


    Braço com perfeito encaixe e alinhamento, hora de garantir que o toca discos também está com encaixe perfeito na base!


Tudo perfeito, está começando a ficar bonito hein?!?!

Enquanto isso, chegaram mais peças! Resolvemos usar neste toca discos a cápsula mono mais clássica e glorificada da década de 40. Encontramos uma novinha na caixa, nunca usada, comprada em 1949! Olha que raridade...




    Apresento-lhes a belíssima GE RPX-053 Golden Treasure. Esta é a cápsula certa para quem quer ouvir um autêntico vinil mono de 1940, e tem uma enorme flexibilidade, já que possui troca de agulha rotativa, podendo ser usada em vinis mono de 78, 45 e 33 rpm.

    Para dar um toque ainda mais charmoso ao Garrard, conseguimos importar também o disco promocional original da Garrard que vinha com o 301, para encaixe no mat. 


    Por fim, importamos também um clamp usinado em alumínio cru, para combinar com o braço Rek-O-Kut e arrematar a beleza desta obra prima!



Vejam como ficou lindo!!



Agora, o único jeito de entender mesmo a beleza deste Garrard em funcionamento é com um vídeo não é! Pois aqui está!






Obrigado a todos por acompanharem nosso trabalho e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário